Fratura avulsão da tuberosidade isquiática em jovem atleta de ginástica artística

Autores

  • João Victor Ramos Donatelli Hospital do Servidor Estadual de São Paulo
  • Henrique Reuter do Nascimento Hospital do Servidor Estadual de São Paulo
  • João Victor Bazilio Becalli Hospital do Servidor Estadual de São Paulo
  • Rubens Salem Franco Hospital do Servidor Estadual de São Paulo

Palavras-chave:

fratura avulsão, tuberosidade isquiática, atletas jovens

Resumo

As fraturas por avulsão da tuberosidade isquiática são incomuns na adolescência. A origem dos músculos isquitibiais é o local mais comumente afetado, antes do fechamento da fise. Relatamos o caso de atleta de ginástica rítmica, de 12 anos que apresentou lesão traumática da apófise isquiática negligenciada, com quadro dor progressiva e queda no rendimento esportivo. Foi tratada cirurgicamente para lesão crônica da origem dos isquiotibiais, através de redução aberta e reinserção óssea por meio de âncoras. Seu desfecho não foi favorável no retorno às atividades de alto rendimento. No entanto, não apresentou limitações nas atividades diárias.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

João Victor Ramos Donatelli, Hospital do Servidor Estadual de São Paulo

Médico Residente de Ortopedia e Traumatologia do HSPE, São Paulo, SP, Brasil

Rubens Salem Franco, Hospital do Servidor Estadual de São Paulo

Médico Assistente do Grupo de Quadril do Serviço de Ortopedia e Traumatologia do HSPE, São Paulo, SP, Brasil

Referências

Schiller J, DeFroda S, Blood T. Lower Extremity Avulsion Fractures in the Pediatric and Adolescent Athlete. J Am Acad Orthop Surg. 2017;25(4):251-9.

Rossi F, Dragoni S. Acute avulsion fractures of the pelvis in adolescent competitive athletes: prevalence, location and sports distribution of 203 cases collected. Skeletal Radiol 2001; 30(3):127-31.

McKinney BI, Nelson C, Carrion W. Apophyseal avulsion fractures of the hip and pelvis. Orthopedics 2009;32(1):42.

Liu H, Zhang Y, Rang M, Li Q, Jiang Z, Xia J, et al. Avulsion fractures of the ischial tuberosity: progress of injury, mechanism, clinical manifestations, imaging examination, diagnosis and differential diagnosis and treatment. Med Sci Monit. 2018;24:9406-9412.

Meyers AB, Laor T, Zbojniewicz AM, Anton CG. RI of radiographically occult ischial apophyseal avulsions. Pediatr Radiol. 2012;42:1357-63.

Ferlic PW, Sadoghi P, Singer G, Kraus T, Eberl R. Treatment for ischial tuberosity avulsion fractures in adolescent athletes. Knee Surg Sports Traumatol Arthrosc. 2014;22(4):893-7.

Ceretti M, Di Renzo S. A new evaluation system for early and successful conservative treatment for acute ischial tuberosity avulsion. Chin J Traumatol. 2013;16(4):254-6.

Metzmaker JN, Pappas AM. Avulsion fractures of the pelvis. Am J Sports Med. 1985;13(5):349-58.

Saka G, Küçükdurmaz F, Sağlam N, Akpınar F. A tuber ischium avulsion fracture treated with modified subgluteal approach: a case report. Acta Orthop Traumatol Turc. 2012;46(5):403-6.

Moatshe G, Chahla J, Vap AR, Ferrari M, Sanchez G, Mitchell JJ, et al. Repair of proximal hamstring tears: a surgical technique. Arthrosc Tech. 2017;6(2):e311-e317.

Kocher MS, Tucker R. Pediatric athlete hip disorders. Clin Sports Med. 2006;25(2):241-53.

Lempainen L, Sarimo J, Mattila K, Vaittinen S, Orava S. Proximal hamstring tendinopathy: results of surgical management and histopathologic findings. Am J Sports Med. 2009;37(4):727-34.

van der Made AD, Reurink G, Gouttebarge V, Tol JL, Kerkhoffs GM. Outcome After Surgical Repair of Proximal Hamstring Avulsions: A Systematic Review. Am J Sports Med. 2015;43(11):2841-51.

Downloads

Publicado

2020-03-13

Como Citar

1.
Donatelli JVR, Nascimento HR do, Becalli JVB, Franco RS. Fratura avulsão da tuberosidade isquiática em jovem atleta de ginástica artística. RTO [Internet]. 13º de março de 2020 [citado 15º de junho de 2024];20(2):13-7. Disponível em: https://tecnicasemortopedia.com.br/revista/article/view/121

Edição

Seção

Artigos